quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Convocatórias e suas histórias

A verdade histórica das selecções foi sempre desenhada por jogadores dos três maiores clubes nacionais.
De há uns anos para cá, ou seja, desde 2000 que o poder do “núcleo estrangeiro” na selecção dita leis e regras, excepção feita ao euro 2004, muito por culpa da carreira do fê-cê-pê.
Mas mostremos então a realidade, e pegando apenas nos últimos três europeus.

Em 1984 no famoso terceiro lugar em França, a nossa selecção possuía essencialmente jogadores do Benfica e fê-cê-pê. Comandada pelo artista Chalana, passava a sua defesa por Bento, Álvaro e Veloso (slb), João pinto, Lima Pereira e Eurico (fcp), meio campo com Carlos Manuel, Diamantino e Shéu (slb), Frasco, Sousa, Jaime Pacheco e Jaime Magalhães (fcp), na frente, Jordão (scp), Nené (slb) e Gomes (fcp).

Em 2000, tudo se alterou e a maior parte dos jogadores estava no estrangeiro, existindo apenas alguns “portugueses” e na sua maioria do fê-cê-pê: Baía, Secretário, Jorge Costa, Capucho, Pedro Espinha e Costinha, havendo ainda do scp, Sá Pinto, Beto, Rui Jorge e Vidigal, o slb apenas levava Nuno Gomes, já que João Pinto estava despedido.

Em 2004, tínhamos do Benfica, Moreira, Miguel (a revelação), Tiago, Petit, Simão, Nuno Gomes, do fê-cê-pê tínhamos Paulo Ferreira, Nuno Valente, Ricardo Carvalho, Costinha, Maniche, Deco, do Lumiar veio Ricardo, Beto (para aquecer o banco) e Rui Jorge.

A questão que se põe é: apesar de terem ficado no banco e não terem jogado como diz o amigo travassos, não são na mesma, Vice-campeões da Europa?
Aliás, o que eu estranho na posição do travassos, é que não tenha percebido, que os jogadores da sua colectividade também não jogaram, à excepção claro, de Ricardo, que chegou a ser decisivo no jogo da Inglaterra, em paralelo, se quisermos, com Nuno Gomes no jogo com a Espanha.

Quanto à Leonor e ao ultramar, como pode constatar não foi só nos anos de ocupação ultramarina que Portugal era composto por jogadores do Benfica. Aliás, tal era a importância que se dava a essa situação, que existiu a célebre profecia de Vale e Azevedo. (parece que se está a cumprir, sem ele e uns anos mais tarde).

A questão principal que se põe não é se é particular ou oficial, é um jogo da selecção.
E tem a importância de ser aqueles 22 ou 23 que representam neste momento para o seleccionador o melhor plantel português.
Depois de as lesões logo se verá.

Offsides da Organizacao
  • Apaf
  • Assoc. Treinadores
  • FPF
  • Sindicato dos Jogadores
  • Jogadores em Offside
  • Beto
  • Cristiano Ronaldo
  • Helder Postiga
  • Luis Figo
  • Ricardo Carvalho
  • Rui Costa
  • Simao Sabrosa
  • Clubes em Offside
  • Beira-Mar
  • Belenenses
  • Benfica
  • FC Porto
  • Moreirense
  • Nacional da Madeira
  • Penafiel
  • Rio Ave
  • Sp. Braga
  • Sporting
  • Vit. Guimaraes
  • Offsides da Escrita Nacional
  • A Bola
  • Bola Branca
  • Mais Futebol
  • O Jogo
  • Record
  • Relvado
  • Sport Tv
  • TSF desporto
  • Zero Zero
  • Offsides da Escrita Internacional
  • As
  • Bundesliga
  • Calcio
  • Calcio Mercato
  • Don Balon
  • El Mundo Deportivo
  • Football 365
  • Four the Game
  • Futbol Me
  • Give me Football
  • Goal.com
  • Guardian
  • Libre Directo
  • Liga Espanhola
  • Marca
  • Planet Futbol
  • Premier League
  • Servi Futbol
  • Soccer Base
  • Soccer Spain
  • Sport
  • Tifonet
  • Outros Offsides
  • Adufe
  • Afixe
  • Aviz
  • Blasfémias
  • Bomba Inteligente
  • Blogame mucho
  • Blogotinha
  • Causa foi Modificada
  • Contra a Corrente
  • Doce da Avozinha
  • Do Portugal Profundo
  • Gato Fedorento
  • Ideias Soltas
  • Janela para o Rio
  • Jaquizinhos
  • Mar Salgado
  • Memória Virtual
  • No quinto dos Impérios
  • O Período
  • O Vento lá fora
  • Semiramis
  • O Tronco da Teia
  • Weblog
  • Em Offside

    Powered by Blogger

    Estou no Blog.com.pt