terça-feira, janeiro 04, 2005

A entrevista do senhor que veio do Luxemburgo

A entrevista de José Veiga, traz-nos mais do mesmo, ou seja, todo aquele discurso que os benfiquistas têm ouvido e lido nos últimos anos.Para um benfiquista informado, interessado, e principalmente formado, todo aquele discurso cheira a politiquice que nos habituámos a ver e ouvir todos os dias, na Assembleia da República, ou num qualquer palanque em que um líder partidário fale.Vamos por pontos:
1. Veiga chora durante toda a entrevista, sobre a situação financeira do Benfica, como se essa mesma crise, apenas tivesse aparecido quando o mesmo tomou as rédeas do futebol benfiquista. Esse mesmo discurso, já é ouvido desde os tempos de Manuel Damásio, quando se fumava charutos nas reuniões de Direcção. E se realmente, estão com tantas dificuldades financeiras, porque não efectuaram um plano muito mais económico na venda de lugares cativos e de época, para puderem ter o estádio cheio e arrecadarem um boa fatia todos os meses?
2. Quanto ao balneário forte, todos já sabemos que o mesmo é forte há muitos anos, já o dizia Vale e Azevedo, quando na altura, ninguém recebia ordenados ou prémios.Ficamos todos a saber que o Benfica possui o melhor corpo médico e o melhor fisioterapeuta do país, e que as lesões são provocadas pelo azar. Estranho, se pensarmos que o ano passado, as mesmas lesões também apareceram, e na altura, a culpa era dos vários campos de treino que o Benfica frequentava.
3. Uma das poucas afirmações que Veiga faz e que entendo na perfeição, é de que, gostaria imenso de ser campeão pelo Benfica. Não seria de esperar outra coisa, primeiro porque assim, sempre segura o lugar por mais uns tempos, em segundo porque é a cassete das direcções benfiquistas.
4. Quanto às contratações, remata para canto, quando lhe falam de Paulo Almeida, desculpando-se em Camacho, provavelmente, o homem mais competente que passou pelo Benfica desde os tempos de Mourinho.
5. Sobre o problema que teve com Tiago, e que ninguém escondeu, defende-se dizendo que a venda até foi um bom negócio. Como? Vender Tiago por 12,5 milhões de Euros é uma boa venda? Não valeria muito mais?
6. Finalmente, Veiga considera que os jogos de Estugarda, do Restelo e em casa com o Rio Ave, foram os piores resultados. Então e o que dizer, da derrota em Bruxelas, frente a uma equipa que nem um ponto conseguiu na Champions, e que na Luz só não levou dois ou três, porque Mr. Trapp decidiu defender o 1-0, e por isso, foi assobiado até à exaustão; ou o que dizer do jogo da Taça com a Oliveirense, onde os jogadores do Benfica mostraram uma falta de atitude e de profissionalismo impressionante.
O Sr. José Veiga faz o discurso que todos os que têm passado pela Luz têm feito, mas meu caro, sou sócio do Benfica há 25 anos, tenho em casa, alguém que receberá em Fevereiro, o emblema dos 50 anos, e ainda possuo, entre o mundo dos vivos, um homem que já leva 67 anos de sócio, que começou a ver o Benfica a jogar, no campo das Amoreiras, sentado em ripas de madeira.Por amor de Deus, sejam realistas e assumam de vez, que enquanto aí estiverem não serão campeões.
P.S.1- Sr. Serpa, inadiável a entrevista ao Sr. Veiga, porquê? E o novo director do futebol do Sporting, p.e., já deu alguma? Não vendem, não é...
P.S.2- Quanto às perguntas serem o menos incomodativas possíveis, não é nada que me espante, não são sempre assim? Até os debates, que são em directo...

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Meu caro companheiro de clube e grande extremo português, Chalana (só o bigode é que seria excusado, evitando-se assim eventuais comparações com Asterix). A entrevista de José Veiga é acima de tudo um conjunto de frases brancas, que pouco conteúdo têm de novo. Mas o homem percebe é de negócios. Ele é perito, absolutamente perito é em off-shores e fugas ao fisco. Em ganhar e quanto mais meter ao bolso melhor. Não se lhe pode exigir que fale com inteligência de futebol. Ele é Veiga, não é Valdano. As semelhanças terminam na letra inicial de cada um dos dois nomes.
Mas há um ponto que tenho que acrescentar. É preciso sermos justos. A entrevista de Veiga surgiu poucas semanas depois de um trabalho extenso do homem forte do Sporting, Carlos Freitas, em que só faltou dizer que comia a relva do centro de estágio de Alcochete para se certificar que ela está em boas condições para os jogadores que ele "descobre" para o Sporting. Aquilo foram páginas inteiras de bajulação ao senhor futebol dos "leões".
Triste, tudo muito triste e deprimente.

Cumprimentos Glorioso

9:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Offsides da Organizacao
  • Apaf
  • Assoc. Treinadores
  • FPF
  • Sindicato dos Jogadores
  • Jogadores em Offside
  • Beto
  • Cristiano Ronaldo
  • Helder Postiga
  • Luis Figo
  • Ricardo Carvalho
  • Rui Costa
  • Simao Sabrosa
  • Clubes em Offside
  • Beira-Mar
  • Belenenses
  • Benfica
  • FC Porto
  • Moreirense
  • Nacional da Madeira
  • Penafiel
  • Rio Ave
  • Sp. Braga
  • Sporting
  • Vit. Guimaraes
  • Offsides da Escrita Nacional
  • A Bola
  • Bola Branca
  • Mais Futebol
  • O Jogo
  • Record
  • Relvado
  • Sport Tv
  • TSF desporto
  • Zero Zero
  • Offsides da Escrita Internacional
  • As
  • Bundesliga
  • Calcio
  • Calcio Mercato
  • Don Balon
  • El Mundo Deportivo
  • Football 365
  • Four the Game
  • Futbol Me
  • Give me Football
  • Goal.com
  • Guardian
  • Libre Directo
  • Liga Espanhola
  • Marca
  • Planet Futbol
  • Premier League
  • Servi Futbol
  • Soccer Base
  • Soccer Spain
  • Sport
  • Tifonet
  • Outros Offsides
  • Adufe
  • Afixe
  • Aviz
  • Blasfémias
  • Bomba Inteligente
  • Blogame mucho
  • Blogotinha
  • Causa foi Modificada
  • Contra a Corrente
  • Doce da Avozinha
  • Do Portugal Profundo
  • Gato Fedorento
  • Ideias Soltas
  • Janela para o Rio
  • Jaquizinhos
  • Mar Salgado
  • Memória Virtual
  • No quinto dos Impérios
  • O Período
  • O Vento lá fora
  • Semiramis
  • O Tronco da Teia
  • Weblog
  • Em Offside

    Powered by Blogger

    Estou no Blog.com.pt