quarta-feira, janeiro 05, 2005

Duarte Gomes e o fantasma

Estávamos no ano de 2001, e aproximava-se um encontro de extrema importância, na velhinha Catedral, era o jogo que podia de forma considerável relançar o Benfica na luta pelo título.
Dias antes, ficamos a saber da nomeação de Duarte Gomes para o derby da capital, era o seu primeiro derby, era a sua prova de fogo.
Na altura, num almoço de empresa fico a saber que o rapaz era primo de um colega de trabalho, daqueles benfiquistas que acordam e adormecem a pensar única e exclusivamente no clube, para eles, o Benfica é a sua religião.
Comentámos na altura, o facto da nomeação, e o primo do rapaz do apito, chegou a dizer que o primo estava calmo, e que espanto, até era do Benfica.
Comecei a desenhar a história triste que essa simpatia podia causar, e como sempre tinha razão.
Chegados ao grande dia, o jogo começou favorável à turma da Luz que se encontrava a ganhar por 2-0 a 10 minutos do fim.
Depois, bem depois, foi o momento do homem do apito, quando perto do fim, e já depois de Jardel ter reduzido, se lembrou de marcar um penalty que ninguém viu, o tal penalty do fantasma que empurrou o tal que apelidavam de super-mário. ou seria super-copos?
A história desse dia estava pintada, o Sporting conseguia roubar os três pontos na Luz com a mãozinha, não do Vata, mas do fantasma.
E digo-vos, quando demoliram o Estádio da Luz, muitas descobertas se fizeram, até um baú com areias da Índia, oferecido na altura da conquista de uma das Taça de Campeões Europeus, mas do fantasma nem sinal, tinha evaporado, provavelmente para dentro do apito do rapaz que fazia a sua estreia.
Assim, e por escassas esperanças que tinha sobre a vitória do Benfica em Alvalade no próximo Sábado fiquei perfeitamente consciente que a haver vitória ela não será para os homens que equipam de vermelho.
Portanto, meu caro Travassos pode estar descansado, porque afinal o assistente não será escolhido a dedo, quem o foi escolhido a dedo, foi o homem do Fantasma.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Incrível esta história ainda ser falada quando o Benfica se pôs em vantagem através de um penalty mal assinalado pro suposta mão na bola de Beto. Mas claro, como Beto veste de verde e branco, a história já é outra.

3:26 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Offsides da Organizacao
  • Apaf
  • Assoc. Treinadores
  • FPF
  • Sindicato dos Jogadores
  • Jogadores em Offside
  • Beto
  • Cristiano Ronaldo
  • Helder Postiga
  • Luis Figo
  • Ricardo Carvalho
  • Rui Costa
  • Simao Sabrosa
  • Clubes em Offside
  • Beira-Mar
  • Belenenses
  • Benfica
  • FC Porto
  • Moreirense
  • Nacional da Madeira
  • Penafiel
  • Rio Ave
  • Sp. Braga
  • Sporting
  • Vit. Guimaraes
  • Offsides da Escrita Nacional
  • A Bola
  • Bola Branca
  • Mais Futebol
  • O Jogo
  • Record
  • Relvado
  • Sport Tv
  • TSF desporto
  • Zero Zero
  • Offsides da Escrita Internacional
  • As
  • Bundesliga
  • Calcio
  • Calcio Mercato
  • Don Balon
  • El Mundo Deportivo
  • Football 365
  • Four the Game
  • Futbol Me
  • Give me Football
  • Goal.com
  • Guardian
  • Libre Directo
  • Liga Espanhola
  • Marca
  • Planet Futbol
  • Premier League
  • Servi Futbol
  • Soccer Base
  • Soccer Spain
  • Sport
  • Tifonet
  • Outros Offsides
  • Adufe
  • Afixe
  • Aviz
  • Blasfémias
  • Bomba Inteligente
  • Blogame mucho
  • Blogotinha
  • Causa foi Modificada
  • Contra a Corrente
  • Doce da Avozinha
  • Do Portugal Profundo
  • Gato Fedorento
  • Ideias Soltas
  • Janela para o Rio
  • Jaquizinhos
  • Mar Salgado
  • Memória Virtual
  • No quinto dos Impérios
  • O Período
  • O Vento lá fora
  • Semiramis
  • O Tronco da Teia
  • Weblog
  • Em Offside

    Powered by Blogger

    Estou no Blog.com.pt